Matéria do da Globo Sergipe sobre o lançamento do filme Iván em Aracaju:Iván_Aracaju_Moro Filmes

Filme ‘Iván’ estreia e entra em cartaz no Cinema Vitória em Aracaju
Filme mostra história real de um refugiado ucraniano no Brasil.
Sessões serão exibidas até o dia 27 de janeiro.

Nesta quinta-feira (21) chega a Aracaju o filme “Iván”, que retorna em cartaz nacionalmente após passar por oito cidades. Esta é a primeira cidade do Nordeste a receber o longa-metragem, que tem apoios da ONU e dos Escoteiros do Brasil. O filme será exibido no Cinema Vitória, com sessões às 17h (nos dias 21, 23, 24 e 27) e às 14h no dia 22/01.

“Iván” é um filme dirigido por Guto Pasko (o mesmo de “Made In Ucrânia – Os Ucranianos do Paraná”), que retrata a história real do refugiado ucraniano Iván Bojko, que durante a Segunda Guerra Mundial foi tirado à força de seu país por nazistas, realizou trabalhos forçados na Alemanha, imigrou para o Brasil, foi impedido de fazer contato com sua família, e após 68 anos retornou à Ucrânia, aos 91 anos, em um reencontro com sua família, seu país e seu passado.  O filme tem diversas cenas emocionantes e marcantes, revelando detalhes surpreendentes sobre a guerra que devastou as vidas de muitas pessoas próximas ao personagem.

Desde sua estreia nacional, “Iván” foi recebido em salas de cinema do Rio de Janeiro, São Paulo, Brasília, Porto Alegre, Curitiba, Castro, Campo Largo e Porto União. Devido à temática e à procedência do personagem, a comunidade de ucranianos e descendentes do Brasil têm se mobilizado para assistir ao filme, realizando até excursões para os cinemas.

O filme tem apoio da ONU, por meio do Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados (ACNUR), com sede em Genebra, que está com a campanha #IBelong, pelo fim da apatridia –  condição de milhões de pessoas no mundo que não têm nacionalidade reconhecida por nenhum país e vivem sem garantias de seus direitos humanos. O personagem Iván é um símbolo desta causa. Ele passou décadas apátrida, até conquistar a cidadania brasileira nos anos 90.

Os Escoteiros do Brasil, também apoiadores do filme, estão arrecadando fundos para sua campanha nacional Escoteiros Pela Ucrânia, para beneficiar crianças refugiadas do país com o envio de material escolar, para que assim elas possam iniciar o ano letivo.

Em conjunto com o lançamento do filme, debates têm sido organizados sobre o tema dos refugiados. O assunto é presença diária nos noticiários, redes sociais, universidades, entre outros tantos espaços. Sessões especiais seguidas com debates foram realizadas nas cidades de Brasília (nesta, com a presença do embaixador da Ucrânia no Brasil, Rostyslav Tronenko), Curitiba, Rio de Janeiro, Porto Alegre e São Paulo. Muitos destes encontros contaram com a presença do diretor Guto Pasko, entre outros convidados.

“Iván” tem direção de Guto Pasko, experiente realizador paranaense, que é descendente de ucranianos, e abordou o tema imigração em outros títulos de sua filmografia, tais como “Made in Ucrânia – Os Ucranianos no Paraná”, “A Colônia Cecília” (neste caso, sobre imigrantes italianos) e “O Herói de Cruz Machado” (poloneses).

O filme recebeu premiações no Festival de Cinema  de Maringá, Florianópolis Audiovisual Mercosul, Fest Cine Goiânia, além de ser exibido nos festivais de Brasília, Mostra Tiradentes, Olhar de Cinema (Curitiba), Cinesul , FENAVID (Bolívia), Festival Cinematográfico de Montevideo (Uruguai) e Festival Latino-Americano de Cinema de Trieste (Itália).

“Iván” é uma realização da GP7 Cinema, com produção de Andréia Kaláboa e patrocínio da Petrobras, com distribuição da Moro Filmes através do Edital do FSA para distribuição, e apoio do Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados (ACNUR) e dos Escoteiros do Brasil.

Fonte: G1

Página do filme.